Tags

, , ,

Quem sofre de TMAU precisa restringir bastante sua dieta, para evitar que os sintomas (mau cheiro) ocorram. Para cada pessoa, a dieta funciona de um jeito. Para uns, precisa ser ultra-restritiva; para outros, basta evitar alguns alimentos.

A lista abaixo é para uma restrição básica. A nutricionista Renata, do IGEIM (Instituto de Genética e Erros Inatos do Metabolismo) me passou os seguintes alimentos que não podemos comer:

ALIMENTOS RESTRITOS
– Brássicas: couve, repolho, brócolis, couve-flor e couve de bruxelas
– Peixe de água salgada e crustáceos (caranguejo, camarão, siri, lagosta)
– Ovos, fígado, rim, miúdos e carne vermelha
– Soja, feijão, ervilha, amendoim e outros
– Lecitina de soja – alimentos industrializados

Esse último item, a tal lecitina de soja, é importantíssimo. É o conservante de boa parte de produtos industrializados, tipo bolos, pães, biscoitos, chocolates etc. Por isso, é muito importante sempre lermos a bula dos alimentos, para saber se a tal da lecitina está presente.

Confesso que esse foi o alimento mais difícil para eu tirar da minha alimentação, já que desde minha adolescência era viciada (essa é a palavra) em bolachas recheadas. Todo o dia eu comia um pacote inteiro de bolacha recheada, e ficava muito mal quando não tinha a dita-cuja (meio que sintoma de crise de abstinência mesmo). Mas enfim, fui liberta desse vício à força, afinal ou eu continuava a comer as tais bolachas, ou ganhava em qualidade de vida.

Agora, as restrições que eu mesma me impus (fruto de pesquisas na net e de experiências próprias):

ALIMENTOS RESTRITOS
– Qualquer tipo de peixe ou carne (exceto de frango, que como um pedacinho de vez em quando)
– Verduras escuras: rúcula, agrião, espinafre etc
– Laranja, abacate, banana, melão
– Bebidas alcoólicas
– Café (a nutricionista havia me liberado, mas eu percebi que os cheiros se acentuavam quando tomava café – que também é algo que adoro – então quase parei, no máximo uma metade de xícara)
– Macarrão com ovos – estou chique, só comprando Barilla ou Adria Grand’Oro, que são feitos de sêmola, sem ovos
– Leite desnatado (por incrível que pareça, o desnatado tem mais colina que o integral, pode?)

Na medida em que for lembrando de mais coisas, vou postando no blog. E se puder, me ajude também com suas receitas… Até!